Warning: unlink(/home/storage/9/4f/5a/tudosobretatuagem/public_html/wp-content/plugins/wp-optimize-by-xtraffic/Application/includes/storages/cache/db/dtdb__bf_c8f2dd95.cache): No such file or directory in /home/storage/9/4f/5a/tudosobretatuagem/public_html/wp-content/plugins/wp-optimize-by-xtraffic/Application/Service/PepVN_Cache.php on line 747
tinta branca

Tinta branca realça desenho da tattoo

Os detalhes sempre importam numa tatuagem. Eles são essenciais para dar um charme no desenho que marca a sua pele. E a tinta branca tem sido muito usada pelos tatuadores para realçar a tattoo. Mas trabalhar com essa tonalidade de tinta não é tão simples e exige alguns cuidados básicos.

As tatuagens com tinta branca ganharam maior destaque em 2015 – apesar de serem ainda uma minoria se comparada com as demais cores. A verdade é que o tom branco não é tão fácil de ressaltar e quanto mais escura a pele, menor será sua visibilidade. Porém uma aplicação de branco com determinadas finalidades pode ser fundamental para dar aquele estilo a sua tatuagem. Não entendeu? Vamos explicar melhor neste artigo.

 

Nos detalhes

A tinta branca vai ser a área mais clara da tattoo. Ela vai servir para destacar o desenho, aumentando o contraste de luz e sombra. Quando posicionado próximo de áreas mais escuras, o efeito do uso do branco vai ser ainda mais efetivo porque o contraste vai servir para destacar esse branco.

No desenho, a tinta branca pode ser usada para cobrir detalhes menores e cantos estreitos, como linhas de fio de cabelo e brilho nos olhos, por exemplo. Esses são locais ideais para se aplicar o branco. Mas esses detalhes não devem ser escolhidos ao léu. É preciso pensar nisso ainda no momento da construção do desenho, para já ir construindo sua arte com os locais onde haverá a intervenção com essa tonalidade de tinta.

A percepção do artista é muito importante no momento de escolher os locais onde a tinta branca será usada para ressaltar o desenho. É importante ter cuidado também para não aplicar branco demais na imagem. E, claro, ficar atento à referência do desenho que o artista está usando e ficar o mais próximo possível dessa referência.

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

Apoio: @tropicaldermoficial @viperinktattoo @grupo_amazon @brasiliatattoofestival #tattoo #viperink #grupoamazon #tattoobrasil #tattoobrasilia

Uma publicação compartilhada por Oliver Art (@oliverart) em

Para todo tipo de pele

Não tem mistério! Aquela história de que a tinta branca não pode ser usada em pele negra não passa de mito. A tonalidade pode ser aplicada em desenhos em qualquer pele. A diferença é como a tinta vai se comportar depois da cicatrização.

Quanto mais claro for o tom de pele, mais o branco vai aparecer e ficar nítido, ou seja, mais ele vai ficar pigmentado. Mas não existe nenhuma regra ou impeditivo para que a tonalidade seja usada também para realçar desenhos em pele negra. Porém é importante ter em mente que quanto mais escuro o tom da pele, menor será a nitidez do branco.

Como é uma tinta de tonalidade muito clara, existem truques para “deixar o branco mais branco”, utilizando técnicas de colorimetria. Ao usar uma cor de tom mais forte ao redor da área branca, o tom da tinta será ressaltado e, consequentemente, ficará mais visível.

 

Cuidados importantes

A tinta branca pode usada para fazer pequenos acentos de brancos na imagem, com determinadas finalidades. Nesses casos, ela deve ser aplicada no final da arte. Mas por quê no final? A resposta é simples: como ela é a cor mais clara, também é aquela que mais facilmente é manchada. Para evitar essas manchas, alguns tatuadores, inclusive, optam por usar uma agulha nova apenas para o branco, para garantir que não haja vestígio de outras cores e que isso prejudique o resultado do branco.

Os cuidados com a tinta dessa tonalidade começam já na preparação. É preciso deixá-la o mais homogênea possível. Para isso, o tatuador deve agitar o frasco da tinta com bastante paciência, pois o pigmento branco é pesado e tende a decantar e se depositar no fundo do frasco. Caso o tatuador não faça isso apropriadamente, o pigmento não vai se soltar e a tinta aplicada estará mais rala. Uma boa maneira de se certificar de que o pigmento não ficou sedimentar no fundo é utilizar um agitador elétrico.

A forma como a tinta será aplicada vai depender de diversos fatores, como o local do corpo que está sendo tatuado (que vai definir a pressão e a inclinação da aplicação) e o tom de pele, por exemplo. O uso da agulha adequada também é essencial para que o resultado seja satisfatório.

Para lidar com a tinta branca, o ideal é usar uma agulha que não seja tão fina. Isso porque a tinta branca é mais espessa e mais leitosa, já que possui mais pigmento para ser enxergada na pele. Nos casos em que a tinta branca for espessa ou leitosa demais, o tatuador deve usar um diluente de mesma marca para realizar a diluição da tinta.

Aliás, essa é a tinta que precisa ser aplicada com mais cuidado na pele. Ela deve ser traçada bem devagar para ficar bem concentrada e aparecer mais forte. Claro que essa vagareza precisa ser feita com certo limite para não machucar a pele da pessoa e não formar uma cicatriz.

 

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

Uma publicação compartilhada por Shimizu Tattoo Artist (@fernandoshimizu) em

Técnicas

Uma técnica que muitos tatuadores utilizam para minimizar a interferência de outras tonalidades é fazer a aplicação da tinta branca apenas após a cicatrização das cores que serviram de base ao desenho. No caso do realismo, por exemplo, as cores cinza e preta. Assim, com a cicatrização, a pele para de jogar hemoglobina e a tinta preta não está sendo mais expurgada, facilitando a aplicação do branco com menor interferência.

Porém, a aplicação do branco apenas no final do desenho não é uma regra. Integrante do Art Team do Grupo Amazon, o tatuador Deley Tattoo conta que muitas vezes, nos desenhos realistas, ele faz a aplicação da tinta branca antes mesmo de desenhar as partes escuras. O profissional conta o segredo para fazer isso: “Eu aplico a tinta sempre após limpar uma camada fina de Easy Inn e não lavo constantemente a tattoo. Isso me permite trabalhar do escuro para o claro e vice-versa sem manchar”, conta.   

 

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

Uma publicação compartilhada por FERNANDO SOUZA (@fernandosouzatattoo) em

Uma última dica

Quando você for trabalhar com o branco e outras cores, é preciso redobrar os cuidados com a limpeza da biqueira. Ela deve ser feita de forma mais frequente, para minimizar a interferência das demais cores na pigmentação.

Uma maneira de garantir que o bico esteja sempre limpo é trabalhar com três copos de água. A dica é do tatuador Guy Aitchison. Segundo ele, o primeiro copo serve para tirar o grosso. Com a máquina ligada, ou seja, com as agulhas vibrando, o tatuador faz a imersão do bico em um copo d’água e aquela vibração faz a limpeza. Uma segunda limpeza é feita no segundo copo, que com o tempo vai deixando a água com uma tonalidade mais escura. A dica é usar um terceiro copo d’água, porque isso vai ajudar ao tatuador a perceber se a limpeza foi efetiva e ter o controle absoluto de que a biqueira não está contaminada com outros pigmentos de tinta ou de sangue.

Bacana, não é mesmo? O resultado do uso da tinta branca para realçar o desenho é simplesmente demais! Confira algumas tatuagens que utilizaram essa técnica e inspire-se para a próxima!

 

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

Uma publicação compartilhada por Rodrigo Catuaba (@rodrigocatuaba) em

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

Uma publicação compartilhada por 🅵🅸🅻 (@fil.g) em

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

Uma publicação compartilhada por FERNANDO SOUZA (@fernandosouzatattoo) em

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

Uma publicação compartilhada por Deleytattoo🎯🇧🇷 (@deleytattoo) em

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

Uma publicação compartilhada por •ALAN VICTOR• (@alantatuagens) em

Deixe sua Pergunta ou Comentário: